Loading...

Memórias e Dispositivos de Armazenamento


Memórias de Armazenamento Primário ou Principal


Memória RAM (Random Acess Memory)

  • Memória de acesso aleatório ou memória em que são feitas operações de leitura e escrita de dados em interação direta com o processador.
  • Quando ligamos o computador, a informação de que o processador necessita para o seu funcionamento é inserida na RAM.
  • A memória RAM é totalmente volátil, todos os dados armazenados podem ser perdidos quando o dispositivo não é devidamente alimentados.



Tipos de memória RAM
  • DRAM (Dynamic RAM) - É uma memória dinâmica. Constituídas basicamente por transístores e condensadores). São memórias com maior capacidade de armazenamento e mais acessíveis em termos de preço.
  • SRAM (Static RAM) - É uma memória estática. Constituídas essencialmente por transístores (sem condensadores). São mais rápidas no funcionamento do que as DRAM, mas mais caras . São utilizadas em forma de cache.
  • Memória CACHE – Memória mais rápida que a RAM. De cada vez que a CPU solicita um bloco de informação à RAM é colocada uma cópia dessa informação na memória cache. Esta memória fica colocada junto ao processador para guardar instruções e dados utilizados mais recentemente pela CPU, ou que irá utilizar proximamente.
  • VRAM (Vídeo RAM) - Está localizada nas placas de vídeo.



Memória ROM (Read Only Memory)

ROM ( Read-Only Memory ) como o nome diz é memória somente de leitura. Só permite leitura, ou seja, as suas informações são gravadas pelo fabricante uma única vez e não podem ser alteradas ou apagadas depois, podendo apenas ser consultadas. Ou seja, o seu conteúdo é gravado de modo permanente.

http://etcbinaria.wordpress.com/2011/01/21/evolucao-memoria-rom/



Memória ROM (Read Only Memory)


Memória de leitura. Armazena os dados com carácter permanente. Faz o armazenamento das instruções básicas sobre o hardware do computador, tais como: 

  • Rotinas de arranque;
  • Rotinas de teste de dispositivos de hardware;
  • Todas as instruções necessárias para que o processador reconheça e interaja correctamente com os dispositivos de entrada e saída (input/output).
  • Quando ligamos o computador e a placa mãe faz um diagnóstico do sistema, estas instruções de verificação foram pré-programada em chips instalados na própria placa.

Programas de memória da ROM
A memória ROM é constituída por três tipos de programas:

BIOS – Basic Input/Output System;

POST – Power-On Self Test;

SETUP– Configuração do Sistema.

Memória ROM-BIOS

É um conjunto de instruções de software que permite ao processador trabalhar com os periféricos básicos como, por exemplo, a unidade de disquetes.


Memória ROM-POST

É o autoteste de inicialização, realizado sempre que o computador é iniciado.


O autoteste executa as seguintes rotinas:

  • Identifica a configuração instalada;
  • Inicializa todos os circuitos periféricos ligados à placa-mãe;
  • Inicializa o vídeo;
  • Testa o teclado;
  • Carrega o sistema operativo para a memória;
  • Entrega o controlo do microprocessador ao sistema operativo.

Memória ROM-SETUP

É o programa de configuração do hardware do computador. A configuração pode ser realizada manualmente ou pelo utilizador através da escolha de várias opções num interface próprio.


Nota: As memórias ROM são incluídas nos computadores (nas placas-mãe) pelos fabricantes de computadores, que lhes gravam as instruções necessárias ao bom funcionamento do sistema. 

 
Tipos de memórias ROM

  • PROM (Programmable Read-Only Memory) – O seu conteúdo pode ser reprogramado através de dispositivos apropriados (aparelhos especiais que trabalham através de uma reação física com elementos elétricos). Os dados gravados na memória PROM não podem ser apagados ou alterados.
  • EPROM (Electrically Programmable Read-Only Memory) - Os dados gravados na memória EPROM podem ser apagados pelo uso de radiação ultra violeta permitindo sua reutilização. É o tipo de memória ROM geralmente usado para armazenar a BIOS do computador.
  • EEPROMs (Electrically Erasable Programmable Read-Only Memory) - Tipo similar à EPROM. O seu conteúdo pode ser apagado aplicando-se uma voltagem específica aos pinos de programação. O conteúdo desta memória pode ser reprogramado ou modificado eletronicamente.
  • FlashROM - Memória flash semelhante às EEPROMs. São mais rápidas e de menor custo. É um tipo de chip de memória para BIOS de computador que permite que esta seja atualizada através de softwares apropriados. Essa atualização pode ser feita pelo sistema operativo. Tudo depende dos recursos que o fabricante da placa-mãe em questão disponibiliza.


Memórias de armazenamento secundário

Drives

Como se efetua a comunicação entre a CPU e os suportes de armazenamento e vice-versa?
  • A comunicação é feita através das respectivas drives.
  • As drives são dispositivos de entrada e saída de dados que permitem a comunicação entre o processador e os suportes de armazenamento de informação. Para tal, os dispositivos de armazenamento devem ser colocados dentro das respectivas drives.
Disquetes
  • Baixa capacidade de armazenamento;
  • As disquetes internamente são constituídas por um disco circular revestido por um filme magneticamente sensível, organizado em pistas e sectores;
  • As disquetes são inseridas no computador através da drive de disquetes, designada por FDD (floppy drive conector);
  • Para se poder escrever numa disquete, ela tem que estar formatada.




Disco rígido


  • São designados por hard disk ou HD;
  • Armazenam os ficheiros com dados;
  • Onde se instala o sistema operativo do computador;
  • São constituídos por discos magnéticos (pratos –platters), de lâminas metálicas extremamente rígidas, montados concentricamente sobre um eixo feito de alumínio, que faz parte de um motor que coloca os discos a rodar a uma velocidade constante;
  • São fechados;
  • Utilizam motores para fazer as rotações;
  • As rotações são medidas por minuto – rpm;
  • Utiliza cabeças de leitura e gravação electromagnéticas para ler e escrever nas superfícies dos pratos.
  • As cabeças estão presas a um braço móvel (arm) que permite o acesso a todo o disco;
  • O movimento das cabeças é coordenado pelo actuador (actuator ).

Os discos podem ser formatados de dois modos:
    Física– divide a superfície do disco em vários sectores, pistas e cilindros. (feita na fábrica e apenas uma vez);


    Lógica– realiza através do comando format. Não se apagam nenhuns dados do disco, apenas é reescrita a Tabela de Alocação de Ficheiros (FAT)– é uma tabela que contém os registos que mostra onde um determinado ficheiro está armazenado, indica a pista e o sector onde o ficheiro foi guardado.
 
 
Unidades de medida da informação  
A capacidade da memória RAM e de qualquer dispositivo de armazenamento secundário mede-se em bytes ou em múltiplos do byte.





Periféricos de entrada/saída e mistos

Periféricos de entrada Convertem a informação introduzida pelo utilizador em sequências próprias de bits, capazes de serem interpretados pelo processador. 




Periféricos de saída

É através dos dispositivos de saída que os dados processados são transmitidos para o exterior.  




Periféricos de entrada/saída (mistos)
Os dispositivos de entrada e saída são aqueles que tanto permitem efetuar a entrada como a saída de dados.  São dispositivos capazes de canalizar a informação do exterior para o interior do computador e vice-versa. 



 









Sem comentários:

Enviar um comentário